Numa entidade filantrópica é comum existirem muitas pessoas dispostas a ajudar. Mas essa ajuda nem sempre acontece de uma maneira eficiente, que possa proporcionar ganhos. Muitas vezes, as pessoas pensam que, para fazer uma organização funcionar melhor, é preciso comprar novos equipamentos ou investir em infra-estrutura. Elas se esquecem de que também vai ser preciso capital humano para fazer funcionar todo esse aparato. Esse capital é, na verdade, essencial para caminhar como o planejado. Não adianta uma empresa ter computadores de última geração, se não houver pessoal capacitado para utilizá-los da maneira mais eficiente possível.

Existe ainda um desconhecimento sobre a relação custo-benefício nas entidades filantrópicas. Os benefícios da construção de uma rodovia, por exemplo, são explícitos, mas perdem peso e sentido se, em razão de uma administração precária, a obra tenha custado dez vezes mais que o preço real. O mesmo acontece na ação filantrópica em que fazer o bem sai caro, ainda mais se não houver planejamento e administração ponderada e técnica, e de pouco se aproveita os recursos sempre arduamente arrecadados.

Dentro de nossos princípios e da nossa experiência, acreditamos que a oportunidade de uma nova gestão baseada na assessoria da REIS CONSULTORIA, onde privilegia a transparência e a transferência de conhecimentos para os responsáveis por cada departamento da instituição. Nós também consideramos que o investimento numa sólida estratégia de marketing, traz excelentes resultados, o que pode parecer estranho dentro de uma entidade assistencial.

Em entidades assistenciais, o processo de divulgação de suas atividades, seus produtos ou serviços é sinônimo de investir na marca, o que é ganhar visibilidade e reconhecimento, tão necessários à captação de recursos.

Para viabilizar uma entidade filantrópica é preciso enxergá-la tal qual uma organização que visa o lucro: deve-se almejar o melhor e mais eficiente serviço, em detrimento aos custos mais baixos possíveis. O que acontece na realidade é que uma Entidade Filantrópica, deve ser gerida como qualquer empresa com fins lucrativos.

Diante de tantas dificuldades em se tentar atingir os objetivos explicitados acima, à REIS CONSULTORIA & AUDITORIA vem proporcionar-lhes a oportunidade de agregar valor a sua Organização, através de sua especialização em entidades do terceiro setor.

A implementação de exigências técnicas e legais, faz com que à Administração se mantenha enquadrada dentro do perfil solicitado pelas autoridades governamentais (INSS, CNAS, MPAS, Ministério da Justiça, entre outras). Dentro desses aspectos, acreditamos que à experiência calcada em mais de 20 anos de Auditoria e Consultoria, solidifica a concretização dos nossos objetivos primordiais, que são exatamente o seguinte:

  • Trazer para a realidade do novo milênio às entidades do terceiro setor, que tanto necessitam de assessoria administrativa e financeira, e;

  • Tornar o dia-a-dia dessas entidades o mais sólido e transparente possível, para a plena continuidade dos seus benefícios assistenciais.

    Todos os direitos reservados
    Resolução recomendada 800x600.